Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Ética e o Direito de Manifestar

Publicado: Quarta, 31 de Maio de 2017, 15h33 | Última atualização em Quarta, 31 de Maio de 2017, 15h40

 

Alterações nos protestos 01

Diante da crise política e econômica que o Brasil vive é bastante comum ocorrerem manifestações de diversos setores da sociedade, mas os eventos ocorridos, em especial no último dia 24 de maio, na Esplanada dos Ministérios, me fizeram refletir quanto à seguinte questão: Qual é o limite ético existente no direito de manifestar do cidadão?  

A Constituição Brasileira concede ao cidadão os direitos de livre expressão e liberdade de opinião, sem dúvida é legal manifestar a sua insatisfação, gritar palavras de ordem, exigir melhorias, pedir a saída de políticos, questionar a conduta dos nossos representantes do Congresso.

Porém, antes de responder à questão inicial, suscito outras questões: É ético manifestantes queimarem pneus impedindo a locomoção de pessoas? É ético impedir o acesso de pessoas ao seu local de trabalho? É ético queimar documentos públicos? É ético depredar prédios públicos?

A resposta é não. Sem dúvida, algumas dessas atitudes configuram crime, são atos de vandalismo e obviamente passam bem longe de um comportamento ético, no entanto muitas dessas atitudes são recorrentemente vistas em diversas manifestações.

Aquela antiga máxima deveria ser considerada nessas situações: ”O seu direito termina quando começa o do outro”. Mesmo que você tenha uma reivindicação justa que favoreça a você, a seus pares ou ao Brasil, isso não lhe dá o direito de restringir direitos de outras pessoas.

O cidadão ético pensa no bem da sociedade, ele não acha correto cercear o direito de outro cidadão para manifestar e exercer o seu próprio direito.

Questione, critique, demonstre sua indignação, expresse sua opinião, mas seja ético e respeite o espaço e os direitos do outro.

 

“A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta.” (Blaise Pascal)

 

Conheça o Código de Ética do Ministério dos Transportes. (aqui)

(Rafael Monteiro Vieira, Presidente da Comissão de Ética do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil)

 Imagem: Freepik

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página