Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Anuário

Ministério e EPL lançam Anuário Estatístico de Transportes de 2010 a 2016

Publicado: Sexta, 16 de Junho de 2017, 10h34 | Última atualização em Segunda, 14 de Agosto de 2017, 15h52

A publicação, que consolida informações sobre todos os segmentos, vai subsidiar ações e planejamentos estratégicos das iniciativas pública e privada

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MT) e a Empresa de Planejamento de Logística (EPL) lançaram, nesta terça-feira, 13/6, a primeira edição do Anuário Estatístico de Transportes. Em uma única publicação, foram consolidadas informações sobre transportes de cargas e de passageiros e infraestrutura logística do País. Há dados de todos os segmentos que compõem o setor (rodoviário, ferroviário, hidroviário, aeroviário e dutoviário), em números, de 2010 a 2016. A publicação será anual.

Elaborado pela Secretaria de Política e Integração (SPI/MTPA), em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), o documento preenche a lacuna deixada pela Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes - GEIPOT, extinta em 2002. A iniciativa pretende subsidiar instituições públicas e privadas, com informações dinâmicas sobre o setor, contribuindo para a formulação de políticas públicas, a tomada de decisão, o planejamento de transportes e a avaliação de cenários. O trabalho também visa a ampliação do conhecimento das atividades do setor pela sociedade e orientar a realização de pesquisas, estudos e análises mais abrangentes.

A partir de gráficos comparativos, mapas e tabelas sobre o comportamento dos diversos modos de transporte, é possível extrair do Anuário panoramas, cruzar dados e programar soluções para o setor logístico e de transportes. A novidade da publicação, que o diferencia do trabalho proposto pelo antigo GEIPOT, é o registro das operações e movimentações de cargas, inclusive a multimodalidade.

>> Confira as tabelas detalhadas relacionadas aos gráficos do Anuário

>> Clique e navegue pelo Anuário Estatístico de Transportes. Você pode utilizar os links no sumário e voltar com um clique na seta no lado superior direito.

“O documento foi construído a partir de uma aliança de conhecimentos técnicos entre os setores que planejam e executam. Um instrumento de suma importância para se levar a efeito um planejamento integrado de todo o sistema logístico brasileiro. Para garantir a continuidade deste trabalho, assinamos, junto à EPL, um acordo de cooperação técnica, selando uma associação fundamental e indissolúvel para este trabalho”, destaca o secretário da SPI, Hebert Drummond.

 

O diretor-presidente da EPL, José Carlos Medaglia Filho, ressaltou a confiabilidade dos dados. “Empresas, agentes de políticas públicas, todos, para um planejamento eficiente, precisam ter acesso a essas informações, para basear suas decisões de investimento. Estes dados foram consolidados e verificados, conferindo total confiabilidade”, afirmou.

Segundo Drummond, além da participação da EPL, para a conclusão do Anuário, também foram necessárias as contribuições de diversos órgãos* do Governo Federal e de entidades representativas relacionados ao tema. Todos cooperaram com o envio de informações de relevância e impacto junto ao setor de transportes.

* ANTT, ANTAQ, ANAC, ANP, DNIT, VALEC, INFRAERO, IBGE, MDIC, MCTI, DPRF, CONAB, MAPA, DNPM, BACEN, FGV e Associações de Classe das Cadeias Produtivas estudadas.

Fonte: Comunicação Interna

Assessoria de Comunicação

Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Fim do conteúdo da página