Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
SISTEMA

SINIAV é tema de tese de doutorado do servidor Rone Evaldo Barbosa, na UnB

Publicado: Segunda, 07 de Agosto de 2017, 16h30 | Última atualização em Segunda, 07 de Agosto de 2017, 17h28

Tese SINIAVEstudo propõe diretrizes para a implantação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos

A ideia surgiu a partir de um grupo criado no Ministério, em 2012, designado “Soluções Inteligentes em Transportes”, para buscar uma padronização da coleta de dados de tráfego e de transporte de cargas e de passageiros. Desde então, o Coordenador-Geral de Gestão da Informação, Rone Evaldo Barbosa começou a desenvolver seu primeiro projeto de tese, que era a consolidação de um sistema de informações integradas de transportes.

A tese defendida por Rone propõe diretrizes para a implantação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (SINIAV), com o uso da tecnologia de identificação por radiofrequência - RFID, por meio de uma análise sistêmica das variáveis tecnológicas, institucionais e regulatórias.

Os estudos desenvolvidos consistem na avaliação do atual modelo tecnológico, arranjo institucional e marco regulatório do SINIAV, propondo uma nova metodologia, baseada na aplicação de métodos múltiplos, conforme as necessidades de cada etapa envolvidas no diagnóstico, análise e seleção de alternativas, planejamento e gestão da implantação, monitoramento e avaliação de projetos de sistemas inteligentes de transportes (ITS). O método foi aplicado para análise e estabelecimento de diretrizes para a implantação do Sistema, de modo a viabilizá-lo como ferramenta de identificação automática veicular (IAV), permitindo a coleta automatizada de dados de tráfego em todo o país.

O SINIAV foi criado pelo Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN, em 2006, como um dos instrumentos da Política Nacional de Prevenção e Combate ao Roubo e Furto de Veículos e Cargas. O Sistema consiste na identificação eletrônica dos veículos por radiofrequência (RFID), por meio de uma tag (chip), cuja especificação técnica, informações e procedimentos de homologação são estabelecidos por regulamentação do órgão.

Conforme proposto pelo autor, Rone Evaldo Barbosa, o Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos representa um instrumento facilitador para a aplicação de soluções inteligentes no setor transportes, que possibilitarão aplicações estratégicas, também, para outros setores, sobretudo na prevenção e combate ao roubo e furto de veículos e cargas e maior controle sobre a evasão fiscal.

No âmbito do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, a implantação do Sistema representa economicidade na aplicação dos recursos e maior eficiência na coleta automatizada de dados de tráfego, na fiscalização, controle e planejamento operacional do transporte rodoviário de cargas e de passageiros. “As informações coletadas em tempo real podem trazer maior agilidade e confiabilidade ao processo de planejamento e gestão de transportes e logística no país”, explica o coordenador.

Nos estudos realizados na tese defendida pelo servidor foram identificados gargalos que inviabilizaram a sua implantação e apresentadas diretrizes para a revisão do modelo de gestão adotado, considerando os aspectos tecnológicos, institucionais e regulatórios.

Para Rone, ao considerar o SINIAV como uma oportunidade de unificação dos procedimentos de identificação veicular e, consequentemente, a coleta automatizada de dados de tráfego e de carga, diversos órgãos do Governo Federal poderão adotá-lo como instrumento para o desenvolvimento ou adequação de seus sistemas. “Assim, importantes programas e projetos de abrangência nacional poderão contar com o SINIAV, tais como: Alerta Brasil, Brasil-ID, Programa Nacional de Pesagem, Programa Nacional de Contagem de Tráfego, Programa Nacional de Controle de Velocidade, o Sistema de Agendamento das Operações de Carga e Descarga dos portos brasileiros e o Canal Verde Brasil, dentre outros”, afirma.

Breve biografia

Engenheiro Civil formado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), Rone Evaldo Barbosa defendeu sua tese de Dourado em Transportes no dia 17 de julho de 2017, na Universidade de Brasília. Além de Doutor em Transportes (UnB), é Mestre em Engenharia de Transportes (USP), Especialista em Engenharia de Produção e Logística (FBC), Especialista em Gerenciamento de Projetos (FBC), Professor e Pesquisador da Universidade Estadual de Goiás (UEG), e Analista de Infraestrutura do MPDG. No Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, atua como Coordenador-Geral de Gestão da Informação, na Secretaria de Política e Integração (SPI), e representa o órgão no CONTRAN como Conselheiro Titular.

Comunicação Interna/MTPA

Fim do conteúdo da página