Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Conheça Quatro Tendências Para O Mundo Pós-2030

Publicado: Quarta, 16 de Agosto de 2017, 15h06 | Última atualização em Quarta, 16 de Agosto de 2017, 16h18

2030 01Por: André Jankavski

Há 15 anos, jamais imaginaríamos que teríamos um computador na palma da mão, que revolucionaria as nossas vidas. O que podemos esperar da próxima década?

Se tivéssemos uma máquina do tempo ou uma bola de cristal, com certeza tentaríamos descobrir como será a nossa vida nos próximos anos. As megatrends tentam fazer isso, mas focando em qual vai ser o filão de oportunidades do futuro. Afinal, a pergunta de mais de um bilhão de dólares é saber quais serão as novas tecnologias disruptivas que mudarão totalmente o mundo como nós conhecemos.

Durante debate realizado no Whow!, Roberto Méir, CEO do Grupo Padrão, Fábio Pando, parceiro global de inovação da Berlin School of Creative Leadership e Peter Kronstrøm, head da Copenhagen Institute for Futures Studies Latin America citaram algumas tendências que devem dar a tônica do mundo nos próximos anos. Confira quatro delas:

Energia limpa terá mais espaço

Energias poluentes, como as movidas à combustão ou carvão, serão cada vez mais deixadas de lado. Fontes renováveis, como a eólica, a solar e a hidrelétrica serão mais comuns e poderão representar a maior parte da energia gerada por todo o planeta. Mesmo com personagens como o presidente Donald Trump fazendo força para realizar o contrário. “O setor de energia vai ter uma verdadeira revolução nesses próximos anos”, afirma Kronstrøm.

Era da desmaterialização

É algo que está fazendo muito parte da vida dos millennials. Para que eu vou ter um carro próprio se eu tenho dezenas de aplicativos que me fornecem automóveis para me locomover pela cidade? Esse pensamento será cada vez mais comum, tendo impacto até em outros setores. A Electrolux, por exemplo, já anunciou que está estudando a criação de um “Uber das lavadoras de roupa”. A economia do compartilhamento será a tônica da próxima década. “O sentimento de posse está ficando para trás”, diz Pando.

Revolução na saúde

De acordo com Kronstrøm, há futuristas que acreditam que já existem imortais entre nós. Isso porque, quando as crianças de hoje envelhecerem, a medicina estará tão avançada que permitirá a vida eterna. O dinamarquês acredita que teremos uma vida muito mais longeva nas próximas décadas, mas longe de ser eterna. “Quem tiver dinheiro e acesso aos sistemas de saúde mais avançados, com certeza passará dos 100 anos”, diz ele.

Jovens terão mais atenção – e esqueçam a aposentadoria

O governo brasileiro gasta 40% de todo o seu orçamento com aposentadorias. Isso já é algo insustentável agora e ficará muito mais no longo prazo, de acordo com Roberto Meir. Para ele, as pessoas precisarão ser produtivas, independentemente da idade, mas os jovens terão mais assistência, ao contrário de hoje. “Gastamos uma fortuna com a previdência e não investimos nos jovens, que são os que custeiam toda essa aposentadoria”, diz ele.

registrado em:
Fim do conteúdo da página