Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Análises de Pareto - O que é e para que serve?

Publicado: Sexta, 16 de Março de 2018, 15h25 | Última atualização em Segunda, 16 de Abril de 2018, 15h04

Blog da Estratégia - Stratec

Está em busca de uma maneira mais eficiente de identificar e solucionar os problemas de sua empresa? As Análises de Pareto existem para tornar mais simples o desafio de lidar com crises e encontrar soluções eficazes e, por isso, são fortes aliadas da rotina de um gestor.

Se você ainda não conhece, não sabe para que serve e nem como utilizar essa ferramenta, não se preocupe. Fizemos este post justamente para te contar sobre a Análise de Pareto e sua aplicação. Assim, ao final da leitura, você estará ainda mais preparado para contribuir para a conquista de melhores resultados em sua empresa! Vamos lá? 

PARETO.a

O que são as Análises de Pareto

Vilfrido Pareto foi um economista italiano que constatou que 80% da riqueza de seu país se concentrava nas mãos de 20% da população, o que causava problemas econômicos.

Essa análise levou à ideia de que 80% dos problemas têm origem em 20% das causas. Uma teoria que pode ser utilizada para além da economia e que, por isso, levou ao desenvolvimento da Regra 80/20, Curva ABC, Diagrama de Pareto ou Análises de Pareto.

Para que servem essas análises?

Em ambiente empresarial, as Análises servem para indicar que grande parte dos problemas com os quais gestores lidam diariamente tem origem em causas mais específicas do que, por vezes, pode parecer.

Isso porque, sem realizar uma análise, fica difícil identificar com clareza qual a origem real dos desafios que a empresa enfrenta. Dessa forma, gestores e colaboradores acabam direcionando seus esforços a soluções que acabam sendo apenas paliativas sem, de fato, chegar ao cerne da questão.

Assim sendo, as Análises de Pareto fornecem informações valiosas para o desenvolvimento de estratégias mais assertivas, soluções eficazes e duradouras e para evitar a ocorrência de novas crises.

Tudo isso de forma mais fácil e segura, poupando esforços, tempo e recursos. E, portanto, levando a resultados melhores e mais promissores.

Como aplicar as Análises de Pareto na sua empresa

As Análises de Pareto se baseiam no desenvolvimento de tabelas, planilhas e gráficos. Ainda que tudo isso possa ser feito manualmente ou com o apoio do Excel, o mais indicado é buscar por um software que reúna todas essas funcionalidades.

Vale considerar que esse tipo de tecnologia, além de tornar o processo mais simples, facilita o cruzamento de informações para uma análise mais rica e completa.

Seja qual for a sua escolha para o desenvolvimento das Análises, é importante saber que a relação 80/20 não é exata e pode variar de acordo com a realidade de cada empresa. A ideia, porém, permanece, bem como a eficácia do método.

Desenvolvimento do diagrama

O Diagrama de Pareto é feito com base na coleta e organização de dados relativos aos problemas e causas identificados na empresa. Num primeiro momento, o processo pode parecer trabalhoso, mas leva a resultados claros e que tendem a apresentar uma nova visão para a solução de crises.

-  O primeiro passo é justamente listar os problemas identificados e suas causas;

-  O segundo passo é ordenar essa lista, do problema mais recorrente ao menos recorrente;

-  O terceiro passo é fazer um cálculo da porcentagem da ocorrência de cada problema, com base no número de causas;

-  O quarto e último passo é organizar esses dados em um gráfico de barras que relacione problemas x frequência.

Análise dos dados

Uma vez desenvolvido o diagrama ou gráfico, fica visualmente fácil de identificar a verdadeira relação entre problemas e causas e suas consequências para a rotina e resultados da empresa.

O acesso a dados mais precisos favorece o desenvolvimento de soluções, contribui para a análise de qualidade dos processos e estratégias aplicadas e, ainda, para o processo global de tomada de decisões.

Depois da análise dos dados levantados, é hora de colocar um plano de ação em funcionamento!

Imagem: Pixaby 

registrado em:
Fim do conteúdo da página