Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Artigos

Última atualização em Sexta, 21 de Setembro de 2018, 16h54

O coaching de alta performance e sua real função

  Portal Educação Sabemos que todo profissional deseja fazer sucesso na profissão que exerce e nos tempos de hoje onde tudo é mais complexo e altamente competitivo, manter um lugar ao Sol não é algo fácil de se conseguir. É quando o processo de Coaching de Alta Performance entra para ajudar as pessoas a alcançarem o seu melhor, pois, no dia a dia, vemos muitas pessoas...

Registrado em: Artigos

Última atualização em 21/09/2018, 16h54

  • publicado
  • 21/09/18
  • 16h33

O impacto das relações interpessoais no ambiente de trabalho

02052018181020Relacoes Interpessoais no trabalho

Portal Educação

43,5 horas: essa é a quantidade de tempo que um trabalhador brasileiro passa na empresa ao longo de uma semana. E como se trata de uma média, isso significa que muitas pessoas trabalham ainda mais. Quem convive com os colegas por um período tão extenso sabe o quanto as relações interpessoais impactam na qualidade de vida e na própria produtividade do colaborador. É por isso que a importância das relações humanas dentro de uma organização não pode ser ignorada ou mesmo minimizada. Elas podem garantir um ambiente estimulante e produtivo que ajuda a reter talentos, e são uma ferramenta poderosa para garantir excelentes resultados. Então, que tal entender melhor como as relações interpessoais podem beneficiar os funcionários e a própria empresa? Além disso, vamos descobrir o que a organização pode fazer para promover um ambiente de relacionamento saudável e produtivo? Continue a leitura e participe dessas descobertas com a gente!

Qual é a importância das relações interpessoais na organização? Proporciona um ambiente estimulante

Como já dissemos, os colaboradores passam muitas horas dentro da empresa e compartilham não só o espaço físico, mas também ideias, projetos e tarefas com as outras pessoas que estão ali pelo mesmo motivo. Quando o relacionamento com o chefe e os colegas é agradável, permanecer naquele ambiente é uma oportunidade de satisfação pessoal e realização profissional. O respeito e aceitação do grupo geram bem-estar, o que estimula a produtividade do colaborador e da equipe.

Aumenta a colaboração entre funcionários

Quando o colega de trabalho não é só um vizinho de sala ou de mesa, mas um parceiro de projetos, o nível de cooperação aumenta significativamente. Eles podem realmente ser considerados colaboradores. Mas o que a empresa e os próprios funcionários ganham com isso? Em primeiro lugar, podemos destacar soluções mais completas e eficazes. Afinal, quando várias cabeças se voltam para a busca de uma resposta, são maiores as chances de obter uma visão mais abrangente e um resultado mais eficiente. Outro ponto a destacar é a redução da ociosidade. Um colega que esperaria a conclusão de uma tarefa por outro funcionário pode ajudá-lo a concluir sua parte, acelerando o andamento do projeto. Finalmente, podemos destacar que essa colaboração cria uma sintonia maior entre os membros de uma equipe, que realmente se transformam em um time. Essa sinergia alavanca a produtividade e a qualidade dos serviços realizados.

Facilita a resolução de conflitos

Onde há pessoas, inevitavelmente surgem conflitos.

Porém, em um ambiente de relações humanas saudáveis a natureza dessas divergências é completamente diferente. Quando há problemas de relacionamento, os conflitos se transformam em motivos para ataques pessoais, com o objetivo de enfraquecer o "adversário". Existe atribuição de culpa, desvalorização do trabalho dos outros e críticas destrutivas. Por outro lado, quando a convivência é saudável, o foco dos conflitos é a resposta para uma situação específica. Nesse caso, todos voltam seus esforços para a solução do problema e buscam juntos uma conclusão favorável.

Preserva a saúde dos funcionários

O trabalho é uma atividade que, por sua natureza, envolve pressões. É necessário cumprir prazos, apresentar resultados, aumentar a produtividade, prezar pelo atendimento a clientes, etc. Se somarmos a essas pressões todos os desgastes gerados por um ambiente de trabalho desagradável, podemos chegar a uma situação praticamente insustentável para muitos colaboradores. O resultado é a manifestação de sintomas físicos decorrentes de desgastes emocionais. Portanto, a manutenção de um ambiente com bons relacionamentos é fundamental também para a saúde dos funcionários. Isso previne as consequências do estresse e reduz até mesmo os índices de afastamento por licença médica. Agora que você já entendeu o impacto das relações interpessoais no bem-estar dos colaboradores e na produtividade da equipe, fica a pergunta: como promover esse tipo de ambiente? Continue a leitura e descubra!

Como construir um ambiente de relacionamento saudável?

1. Promova um alinhamento de objetivos entre os colaboradores

Muitas divergências surgem quando os colaboradores lutam para atingir alvos pessoais em detrimento das metas do grupo ou do outro. Por isso, grande parte desses conflitos nem chega a acontecer quando todos estão alinhados aos objetivos da empresa. Quando comportamentos e ações são delineados de acordo com as metas da companhia, o espaço para essas diferenças surgirem e tomarem uma dimensão incontrolável é drasticamente reduzido. É necessário que todos entendam que os objetivos da empresa estão acima dos alvos pessoais, e que seu cumprimento visa a beneficiar o grupo e a organização como um todo, e não um indivíduo ou uma única equipe.

2. Crie boas políticas de relacionamento

O "adversário" é o concorrente, e não o colega. Esse princípio precisa nortear as relações humanas dentro da empresa. Por isso, a competição entre os membros da equipe não deve ser estimulada. A cooperação e cocriação podem gerar resultados muito mais efetivos para o grupo, e devem fazer parte da política da empresa. Esse é um aspecto da gestão de pessoas que não pode ser negligenciado. Também é possível promover ações que ajudem os funcionários a desenvolver suas habilidades interpessoais, garantindo uma convivência harmônica.

3. Favoreça a integração

Algumas iniciativas que promovem a convivência e a integração de forma descontraída e agradável podem ajudar a criar um ambiente de trabalho mais acolhedor e humano. Pode ser a comemoração dos resultados obtidos pela equipe em um almoço ou happy hour, ou até mesmo a realização de uma atividade externa. Reunir os colaboradores em um ambiente descontraído pode fazer milagres pela integração.

4. Resolva os conflitos

Quando surgem problemas, eles precisam ser resolvidos de forma ágil e eficiente, com uma boa dose de diálogo. Agir com cautela, não tomar partido e prezar pela lógica e bom senso durante a solução é fundamental para conseguir os melhores resultados. Empurrar os conflitos para debaixo do tapete ou determinar um desfecho de forma vertical, sem os devidos esclarecimentos, cria um ambiente instável e favorece os ressentimentos. Essa disposição negativa não desaparece, e aflora de forma mais grave em outras situações de crise.

Fonte e Imagem :Portal Educação

 

Controle de metas: saiba já como fazer de maneira eficiente

metas

Por mxm

Os gestores engajados certamente reconhecem a importância determinante de estabelecer objetivos. Independentemente do porte da empresa ou do segmento que ela se propõe a atender, o fato é que a definição e o controle de metas são tarefas essenciais na rotina das organizações que desejam crescer.

Neste artigo, você entenderá um pouco mais sobre a importância de monitorar a jornada rumo à consecução de objetivos empresariais e terá acesso a dicas relevantes para assegurar que sua equipe esteja alinhada quanto às metas estabelecidas. Vamos lá?

A importância do controle de metas

É atribuída a Confúcio, famoso pensador da Antiguidade, a sábia máxima de que “você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar aonde quer”.

Algo bem semelhante a isso, mantidas as devidas proporções, é o que os gestores vivenciam cotidianamente no mercado: mesmo que não desfrutem das condições ideais, precisam estar preparados para guiar suas equipes rumo à terra firme — e ao sucesso operacional.

Neste contexto, portanto, a importância de estabelecer objetivos claros é nítida; mas torna-se ainda mais fundamental asseverar que o controle de metas seja constante, efetivo e transparente.

Para evitar o risco de perder a direção e ficar à deriva, comprometendo a saúde do negócio e incorrendo em prejuízos significativos, os gestores precisam se concentrar em estratégias e táticas que tornem possível (e consistente) o monitoramento de atividade e a consecução das metas definidas.

Afinal, mais do que apenas controlar as metas, é preciso fazer isso com rigor e eficiência!

Como garantir um controle de metas eficiente

Para afiançar a coerência e a efetividade do seu controle de metas, continuamente motivando a equipe a superar os obstáculos do mercado, algumas estratégias são bastante eficazes e valiosas.

1. Determine métricas e indicadores

Apenas ao fixar parâmetros consistentes de análise, determinando com clareza quais são os resultados esperados, é possível empreender um acompanhamento seguro e pertinente.

As métricas e os indicadores são determinantes na sinergia da equipe, que sabe exatamente o que deve entregar, em performance e em números, para que as metas sejam alcançadas.

2. Proporcione feedback de qualidade com regularidade

Um bom controle de metas requer alto grau de envolvimento e proximidade do gestor com sua equipe, de forma a possibilitar que eventuais desvios sejam rapidamente identificados e corrigidos.

Neste processo, a emissão de feedbacks é essencial para ajustar comportamentos e motivar ações de melhoria contínua, estimulando o profissional a maximizar seu potencial de desempenho.

3. Estabeleça prazos e cobre-os

O controle de metas requer a definição de prazos críveis, relacionando tarefas importantes e construindo um calendário para que os resultados fundamentais sejam entregues com correção.

Uma vez formalizados, os prazos precisam ser cumpridos. Certifique-se de impulsionar seu time à produtividade, garantindo que o cronograma seja fielmente seguido.

4. Invista em diferentes tecnologias de gestão

A tecnologia é a grande aliada da gerência estratégica. Ao prover visão ampla e transparente dos processos, simplificando a obtenção de resultados, os sistemas de gestão despontam como uma ferramenta essencial ao controle de metas eficiente.

Para conferir alta performance às atividades, extraindo informações completas e seguras, invista na tecnologia! 

Prêmio Projeto & PMO do Ano 2018

valecpremio

É com enorme satisfação que comunicamos que o Project Management Office - PMO da VALEC foi classificado como um dos semifinalistas na Categoria Melhor PMO do Ano 2018, o qual premia as três melhores empresas e profissionais pela excelência na prestação de serviços de escritório de gerenciamento de projetos e é  promovido pela revista Mundo PM, especializada em gerenciamento de projetos e de grande reconhecimento nacional e internacional. 

O Project Management Office, abreviado como PMO, é o departamento responsável por definir e manter os padrões de gerenciamento de projetos na empresa, a fim de otimizar o controle e a execução de propostas da organização como um todo ou de uma área específica segundo o projectbuilder.

O prêmio Projeto do Ano e PMO do Ano é uma premiação nacional que valoriza empresas e profissionais que visam resultados em negócio via práticas de gestão de projetos, programa, portfólio de projetos e design de soluções para esta área.

As categorias da premiação são:

  • Projeto do Ano, os melhores resultados em projetos corporativos,
  • Projetos Inovador que promove inovação em produtos/serviços ou em práticas de gestão.
  • Projeto Acadêmico elege trabalhos de pesquisa e estudos que apresentam uma contribuição para área,
  • PMO do Ano, os melhores serviços de escritório de gerenciamento de projetos e práticas para estruturas organizacionais temporárias.

A VALEC estará defendendo seu PMO e consequentemente todos os PMOs da área de Transportes, fazendo uma apresentação presencial no próximo dia 21 de Setembro em São Paulo - SP na sede da PricewaterhouseCoopers Brasil Ltda  - PwC Brasil. 

Para chegar a esse reconhecimento, houve o esforço, junto ao Escritório de Projetos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, para a reestruturação do Escritório da VALEC e tudo se iniciou com a Iniciativa Estratégica, “Alavancagem do EGP”, que ganhou forças com o afinco e o compromisso da equipe da Valec.

Saiba mais em: http://projectdesignmanagement.com.br/produto/premio2018/

A importância do acompanhamento do planejamento estratégico

Por SITEWARE

O planejamento estratégico de uma empresa precisa de acompanhamento e avaliação de resultados constante.

Essas atividades de planejamento estratégico são necessárias tanto para mensurar os resultados obtidos, quanto para avaliar o andamento dos objetivos globais e específicos da empresa, por meio do acompanhamento de metas e indicadores.

Da mesma forma que você verifica as indicações ao longo de uma estrada para saber se está próximo de concluir a sua jornada, é igualmente importante verificar se o desenvolvimento de negócios e processos que a empresa planejou está no caminho certo, usando-se para isso um plano de acompanhamento.

Nesta postagem, você vai entender melhor o que é planejamento estratégico da organização, como se faz o monitoramento das atividades internas, conhecerá algumas ferramentas de planejamento estratégico e, por fim, como fazer o controle e avaliação do planejamento estratégico.

São diversas atividades que precisam ser coordenadas de forma adequada e que apresentaremos de uma maneira didática para que você entenda definitivamente para que serve o planejamento estratégico.

Acompanhamento do planejamento estratégico: como monitorar e fazer o acompanhamento de metas

Durante a execução do planejamento estratégico é fundamental definir um plano de acompanhamento de indicadores que permita avaliar se o planejamento da empresa está alcançando os resultados esperados.

Mas antes de analisarmos todo processo de planejamento estratégico, é importante entender esse conceito claramente.

Afinal, se não soubermos para que serve o planejamento estratégico da organização, de nada valerá fazer um controle de plano de ações e atividades, nem o acompanhamento e avaliação de resultados.

O que é planejamento estratégico ?

Segundo o mestre Peter Drucker:

“Planejamento estratégico é um processo contínuo de, sistematicamente e com o maior conhecimento possível do futuro contido, tomar decisões atuais que envolvam riscos; organizar sistematicamente as atividades necessárias à execução destas decisões e, através de uma retroalimentação organizada e sistemática, medir o resultado dessas decisões em confronto com as expectativas alimentadas”

Hum… essa definição não clareou muito suas ideias?

Talvez estas outras duas outras frases de Drucker sejam mais esclarecedoras:

“Planejamento de longo prazo não lida com decisões futuras, mas com um futuro de decisões presentes”

“Fazer as coisas certas é mais importante do que fazer as coisas direito”

Em outras palavras:  As atividades de planejamento e monitoramento estão intimamente ligadas! É isso que ele quer dizer com “retroalimentação constante”.

Quanto a tomada de decisão, ele deixa bem claro que ela é feita agora, com o objetivo de gerar resultados futuros, incertos e que “envolvem riscos”.

Isto é: pode ser que nossas decisões não se concretizem, é por isso que o acompanhamento do planejamento estratégico e tão importante. Ele será o responsável pela monitoração das atividades internas para que se tomem ações corretivas, se necessário.

Em suma, a dinâmica do planejamento estratégico deve conter um plano de acompanhamento de metas e indicadores para que se possa assegurar que o “futuro” esteja se realizando como planejado, “fazendo as coisas certas”.

Confira mais uma frase de Peter Drucker que vale a pena conhecer:

PeterDrucker.png

Fonte: CFNow

Agora que você sabe com mais exatidão o que é e para que serve o planejamento estratégico – com ajuda das frases de Peter Drucker – vamos apontar alguns objetivos do planejamento estratégico.

Principais objetivos do planejamento estratégico 

Elencamos abaixo os principais objetivos e benefícios do acompanhamento do planejamento estratégico da sua organização:

1- Garantir que as atividades estejam dentro dos parâmetros definidos

Durante o desenvolvimento do planejamento estratégico, foi pensado, para cada atividade planejada para a organização, parâmetros necessários para a sua realização.

Custos, tempo de execução, recursos financeiros, materiais e humanos necessários, entre outros.

Agora, enquanto o plano está sendo colocado em prática, o gestor deve se certificar de que todas as atividades estão sendo desenvolvidas com os parâmetros adequados.

Mais do que avaliar, o gestor deve observar se é necessária alguma mudança de curso, e se os parâmetros para alguma atividade precisam ser repensados.

A garantia do andamento das atividades ajuda a estabelecer padrões de desempenho que indiquem o progresso rumo aos objetivos de longo prazo, avalia o desempenho das pessoas e fornece insumos para a formulação de feedbacks.

2- Garantir que as atividades são consistentes com o DNA da Organização

A alma da organização está intimamente ligada à sua visão, missão e valores.

O acompanhamento do planejamento estratégico também é uma forma de garantir que as atividades estão sendo desenvolvidas de acordo com os valores que orientam a organização e sua cultura organizacional.

Uma vez que eles estão diretamente relacionados com o clima organizacional e a imagem corporativa da empresa.

Confira este infográfico que mostra as consequências de uma cultura organizacional desalinhada do planejamento estratégico:

iceberg.gif

Fonte: siteware

3- Avaliar a capacidade de alcançar os objetivos e identificar problemas

A análise do intercâmbio de força de trabalho e ideias tanto interna quanto externa também é importante para mensurar o quanto a empresa é capaz de atingir o que foi estabelecido para o período.

Através da comparação entre dados de desempenho e os padrões estabelecidos é possível visualizar ou antecipar possíveis gargalos no dia a dia corporativo.

Por que é importante fazer o acompanhamento do planejamento estratégico?

Quando a empresa tem um bom acompanhamento do seu planejamento estratégico, garante que suas equipes estão fazendo um bom trabalho, empenhadas em manter o progresso e com registros adequados para que possam ser avaliados.

Mais uma frase de um mestre, Ram Charan, para ilustrar como monitorar o planejamento estratégico é fundamental:

ramcharan.jpg

Fonte: SlidePlayer

Isso é, na hora de executar o planejamento, é determinante realizar um monitoramento estratégico e uma avaliação do planejamento de forma sistemática e constante.

Afinal, se 70% das atividades do planejamento fracassam na execução, só o controle e avaliação do planejamento estratégico – com métricas – permitirão detectar erros e providenciar ajustes.

As métricas que a empresa utiliza para avaliar indicam também a qualidade do ano ou período que a empresa está.

Se necessário, a partir do que é avaliado, é possível corrigir a rota, fazer investimentos, contratar pessoal, buscar ferramentas tecnológicas, montar parcerias, entre muitas outras soluções.

O monitoramento faz parte do sistema de planejamento estratégico principalmente para manter o controle do que está acontecendo.

E isso é feito, geralmente, através de uma análise de relatórios operacionais e financeiros regulares sobre as atividades da empresa.

Os resultados do acompanhamento do planejamento estratégico são:

  • Incentivo à melhoria contínua;
  • Fornecimento de dados sobre o impacto das atividades;
  • Informações para a tomada de decisões.

O acompanhamento do planejamento estratégico deve ser realizado com base nos mesmos indicadores utilizados na hora de se elaborar o planejamento estratégico.

Isso também permite a revisão de processos, à medida que a empresa perceba que é preciso modificar atividades, relacionamentos internos e externos, abordagens com o cliente, etc.

Ficou claro para você qual a importância planejamento estratégico e do controle do plano de ação e atividades?

Fim do conteúdo da página